Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

O que vem por aí?

O que esperar desta última semana antes do início da campanha eleitoral oficialmente? Até o dia 30, os partidos realizam suas convenções e até o dia 5, eles fazem o registro das candidaturas. Neste cenário, de fim dos prazos, as candidaturas governistas já estão postas – e bem postas – tanto em Sergipe como no Brasil. Condição bem diferente da oposição.

Déda já está com sua candidatura e com a de seus ‘companheiros’ de chapa oficializadas desde o dia 24, quando o PT realizou sua convenção estadual. Na cena nacional, Dilma Rousseff vai bem nas pesquisas (abriu cinco pontos de vantagem sobre Serra, segundo o Ibope) e já definiu o seu vice – Michel Temer, do PMDB.

Na oposição, aqui no Estado, João Alves ainda não afirmou oficialmente que será candidato ao Governo, embora tenha prometido que assim o faria no dia 30 de maio. Não cumpriu. Até semana passada, o ex-governador ainda não tinha nem um vice. Agora, depois de uma semana de intensas negociações, o líder do DEM sairá como candidato …

Pré-campanha de Dilma termina com resultado mais positivo que a de Serra

(Análise produzida pelo jornalista Josias de Souza, para a Folha de S. Paulo)


Para os candidatos à sucessão de Lula, o início da Copa do Mundo marca o término do aquecimento que precede a campanha.A petista Dilma Rousseff encerra a fase de pré-campanha mais bem-posta do que o rival tucano José Serra.

A campanha oficial começa em 7 de julho. O PSDB esperava entrar em campo em vantagem nas pesquisas. Mas, levada à TV ao lado de Lula, Dilma subiu.

Virou pó a dianteira de Serra de 10 pontos no Datafolha. Dilma empatou em 37%.Para ela, uma noviça eleitoral, um grande feito. Quanto a ele, veterano das urnas, restou celebrar a ausência de uma ultrapassagem.

Ela já tem um vice: Michel Temer (PMDB-SP). Ele, rebarbado por Aécio Neves, ainda não. Ela traz ao seu redor uma coligação consolidada.
Ele terá a adesão de um PTB dividido. Cobiça o apoio do PP. E ainda que tudo dê certo vai à campanha com menos tempo de TV.

Ela exibe plataforma sólida. Num verbo: "Continuar". Ele desfia um disc…

Reunião dos presidentes do PSDB e do DEM termina sem acordo sobre vice

VALTER LIMA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, EM ARACAJU

O presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), se reuniu no início da noite de hoje com o presidente do DEM, Rodrigo Maia, no apartamento do deputado federal Albano Franco (PSDB), em Aracaju. Após o encontro, nenhum dos dois falou com a imprensa.

Segundo Albano Franco, os dois conversaram sobre a indicação do senador Álvaro Dias (PSDB-PR) para vice de José Serra (PSDB) na chapa presidencial, mas não chegaram a um acordo.

O DEM pressiona os tucanos pela vaga. Dias confirmou o convite para a chapa puro-sangue tucana hoje à tarde, em Cuiabá (MT).

"Eles não chegaram a um acordo sobre [o vice] ainda. Mas estamos confiantes, porque o PTB e o PPS já aceitaram o nome de Álvaro Dias. Agora, Guerra vai tentar convencer o DEM", disse Albano Franco.

Guerra e Maia estavam em Aracaju, segundo o deputado, para tentar um acordo entre PSDB e DEM no Estado, o que também não teve sucesso.

Na próxima segunda-feira, Franco deve anunciar sua candidat…

Albano vai sozinho. João vai com Nilson

O improvável, ao que tudo indica, se concretizará. O PSDB não irá coligar com o DEM em Sergipe. Ou seja, Albano Franco lançará candidatura independente ao Senado e o DEM irá lançar João Alves como candidato ao Governo, numa aliança com PP e PPS. Assim, a oposição irá marchar sem o PSDB, o qual deve lançar um discurso de neutralidade no plano estadual e apoiar José Serra em âmbito nacional.

Dessa forma, alguns tucanos em Sergipe devem apoiar João, como será o caso de Pedrinho Barreto, enquanto outros, como a presidente do partido, a vereadora Mírian Ribeiro, e o deputado federal Albano Franco, devem apoiar extra-oficialmente o governador Marcelo Déda. Não subirão em palanques, mas votarão sim no candidato petista.

Na oposição, o ex-secretário de Estado da Fazenda e ex-amigo pessoal de Déda, Nilson Lima, desistiu da candidatura ao Governo, para ser o vice de João Alves. Faz isso para não pagar mico na disputa para o cargo de governador, em condições desfavoráveis, e podendo chegar às …

Dias decisivos

Os últimos nove dias do mês de junho serão decisivos para a definição das alianças partidárias. Nesta segunda, 21, o PMDB deu o pontapé inicial na realização das convenções partidárias. Mesmo sem a presença do senador Almeida Lima, o partido aprovou a candidatura de Jackson Barreto como vice, a cessão da vaga da pré-candidatura antes existente de senador para o PSC (outro partido da chapa governista) e votou favorável as candidaturas de Warderlê Correa, Garibalde Mendonça, Zezinho Guimarães, Renato Brandão e Nelson Araújo como deputados estaduais e Fábio Reis, Soares Pinto e Almeida Lima para deputados federais.

Na quinta-feira, 24, quem realiza convenção é o PT, com a presença de Dilma Rousseff. O evento promete. Deverá reunir todos os aliados na oficialização do nome de Marcelo Déda para a candidatura à reeleição. E no dia 30, fechando as convenções principais da base dedista reúnem-se PSB (do senador Valadares) e PSC (e mais sete outros partidos menores que apóiam Eduardo Amorim).

São João de Sergipe: estamos prontos para receber os turistas?

(O texto é de autoria do jornalista Menilson Filho, que também mantém um blog na web. Como concordei com cada linha do que ele diz neste post, transcrevo aqui neste espaço)
Os festejos juninos em Sergipe começaram e seguem a todo vapor. Além de manter viva a tradição do nosso povo e proporcionar muita alegria, a festa é muito importante por movimentar a economia através do turismo. Os visitantes chegam aos montes nesta época e querem viver um momento especial, conhecer melhor os nossos costumes e se isso não fosse suficiente, ainda depositam um dinheirinho nos cofres do nosso Estado – movimentando a economia direta e indiretamente. Diante de tamanha importância eu deixo a seguinte questão: estamos preparados para receber este público tão especial?

O motivo de minha preocupação surgiu a partir da informação dada pelo atual prefeito de Aracaju, Edivaldo Nogueira, na noite de ontem, 18, durante o Forró Caju, a respeito da grande quantidade de turistas hospedada na capital. Logo após, em u…

Cidade Digital: uma boa ideia

Danilo Segundo (PSB) é sangue novo na cena política. É vereador desde 2009 e depois de um início cambaleante na Câmara, tomou conhecimento do trabalho e desde então, tem apresentado bons projetos. Um deles, sobre o qual eu já fiz matéria para o Cinform é sobre a criação de uma lei municipal que torna obrigatória a criação do Portal da Transparência das contas da prefeitura de Aracaju. Ótima iniciativa. E, agora, outro projeto, que merece destaque é o “Cidade Digital”, que disponibiliza internet gratuita em todos os bairros da capital.

Em viagem recente a Brasília, Danilo conseguiu agendar uma conversa com o ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Machado Rezende, para buscar apoio ao projeto. “O projeto Cidade Digital possibilitará que todos tenham acesso à internet. A maioria da população não tem condição de pagar para ter internet banda larga", afirma Danilo, em release enviado à imprensa.

O uso do computador, aliado ao acesso à internet é ferramenta fundamental no aprendizado…

João, Albano, Anderson e Nilson: chapa estranha!

Chegando ao limite do prazo para o fechamento das alianças, os partidos de oposição se articulam para lançar uma chapa competitiva. O DEM esperou até o fim por um racha no bloco governista, o que não ocorreu. O PSC de Eduardo e de Edivan Amorim foi acomodado na chapa e mesmo com essa birra de Almeida, o PMDB de Jackson Barreto se manteve na aliança. Ou seja, restaram para a oposição o PSDB de Albano Franco (que mais do que qualquer outro queria também estar do lado de Déda), o PPS de Nilson Lima e agora o PV de Anderson Góis.

Os caminhos e os descaminhos da política fomentam alianças inimagináveis. E uma delas é a de Nilson Lima como vice de João Alves, como está sendo especulado nesta semana. Nilson é cria de Déda, sempre esteve ao lado do atual governador até o racha ocorrido no final de 2008, quando o atual presidente estadual do PPS deixou a Secretaria da Fazenda, para alguns meses depois se lançar com uma terceira via para as eleições deste ano. Parece que ele nem bem entrou na á…

Almeida já fala em candidaturas próprias do PMDB. Onde isso vai dar?

Toda essa celeuma criada agora pelo senador Almeida Lima há menos de um mês do fim do prazo para que os partidos fechem as chapas não era uma coisa que eu esperava. Acompanho os desdobramentos de cada declaração dos principais políticos sergipanos desde que o ano começou e que Déda retornou ao cargo.


Desde então, os grupos da base aliada trabalham na acomodação dos nomes e na busca pelas melhores condições para formatar uma chapa competitiva. Foi assim ao longo desses quase cinco meses que redundaram na chapa Déda (governador), Jackson (vice), Eduardo Amorim e Valadares (senadores).

Não tenho nada contra a candidatura de Almeida Lima e como ele mesmo diz, concordo que ele está no pleno direito de pleitear a reeleição depois do excelente trabalho que desempenhou como presidente da Comissão de Orçamento. No entanto, acho que o senador chegou tarde. Lembro que do início do ano até agora tive a oportunidade de entrevistar Almeida por mais de quatro vezes e ele sempre me dizia que ainda e…

Que futuro terá Almeida Lima?

Será que hoje Almeida Lima acerta o passo com Jackson Barreto? Eles se reúnem daqui a pouco para discutir o lugar de Almeida nesta eleição. O senador quer ser candidato à reeleição num momento em que Déda conseguiu fechar a chapa majoritária com a participação do PT, PMDB, PSB e PSC. Não caberá na chapa de Déda, duas candidaturas do PMDB, assim como não foi permitido ao PSB manter o senador Valadares e o vice Belivaldo Chagas. Este último já foi mandado para a Secretaria de Educação.


Agora Almeida trabalha com o discurso de paz, de diálogo, de abertura. Reiteradamente, ele tem afirmado isso no Twitter em suas postagens diárias, no entanto, é na pressão que o senador espera se firmar como candidato. E tem sido desde o final do mês passado quando Almeida apresentou um abaixo-assinado de 58 prefeitos apoiando a sua reeleição e um outro documento com a assinatura de todos os senadores do PMDB dando aval ao seu projeto de ser candidato. Agora é com a Executiva Nacional que Almeida está pr…

Dilma e Serra em Minas Gerais: quem sairá vencedor?

Acordo entre PT e PMDB pró-candidatura de Hélio Costa favorece Dilma e colocará em xeque força de Aécio Neves no Estado

Esse encaminhamento eu não esperava. O PT e o PMDB de Minas Gerais acertaram o ponto e vão marchar juntos nas eleições pró-Dilma. O PT abriu mão da candidatura do ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, que será candidato ao Senado.

Para a vaga de governador vai para a disputa o senador e ex-ministro das Comunicações, Hélio Costa, que lidera as pesquisas de intenção de voto no segundo maior colégio eleitoral do país.

Lá, o candidato do PMDB terá como principal adversário o atual governador Antônio Anastasia, do PSDB. Anastasia é o poste de Aécio Neves, que não aceitou ser o candidato a vice-presidente de Serra.

Com esta definição, o meio de campo está ainda mais embolado. Tanto o PSDB como o PT entendem que a vitória de Dilma ou de Serra sairá de Minas Gerais, onde mais de 14 milhões de eleitores (10% do total) serão decisivos.

Norte e Nordeste devem dar a …

Empatados

O Ibope encerrou ontem a rodada de pesquisas dessa fase da pré-campanha presidencial. Da mesma forma que em sondagens dos outros institutos, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) apareceram empatados. Ambos com 37% das intenções de voto e Marina Silva (PV) bem mais distante com 9%. No cenário do segundo turno, PT e PSDB também empatam em 42%. No cenário espontâneo (quando não há indicação dos nomes dos candidatos), Dilma lidera sobre Serra com 19% contra 15%.
Os resultados dessa pesquisa selam o cenário esperado pelos petistas e contraria o ideal quadro planejado pelos tucanos. Em julho, quando a disputa começar oficialmente, Serra e Dilma estarão na mesma posição para a partida mais emocionante e difícil dos últimos oito anos. Quem terá mais condições de agregar mais votos e a simpatia dos eleitores? Difícil fazer uma previsão exata, pois em período de campanha, os números oscilam muito e o discurso da propaganda eleitoral e os ataques dos adversários são determinantes para definir…