segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Os caminhos para 2012

A partir desta segunda-feira, 22, o blog passa a ser hospedado no Portal Infonet.

Confira o novo endereço do blog: www.infonet.com.br/valterlima

E leia a primeira postagem, que deu título a este post aqui.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Márcio Macêdo participa da abertura do 2º Congresso Sergipano de Educação


O deputado federal Márcio Macêdo (PT) prestigiou nesta quinta-feira, 18, a abertura do 2º Congresso Sergipano de Educação, que acontece em Aracaju. O tema do evento é “A escola do século XXI e os educadores do século XX”. “Este é um tema muito instigante e estimula a reflexão sobre os novos desafios impostos pela realidade presente. Nós somos educadores formados no século passado e lidamos diariamente com estudantes do século XXI. O mundo virtual se impõe de uma forma muito objetiva e é, neste contexto, que reconheço a importância deste encontro”, afirmou o parlamentar.

Em seu discurso, Márcio Macêdo ressaltou que a Educação é fundamental para o crescimento de um país e possibilita a realização pessoal do indivíduo. “Horizontalmente, a Educação é capaz de transformar um país numa nação. A Educação move para frente. E verticalmente, a Educação é uma das poucas formas de ascensão dos filhos do povo. Pela Educação, é possível promover cidadania e a formação dos jovens para inseri-los no mercado de trabalho”, afirmou.

O parlamentar falou também da sua satisfação por participar da abertura do congresso. “Quero dizer da minha alegria de participar deste 2º Congresso de Educação e parabenizar a Fenem (Federação dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Sergipe) por estar realizando um seminário desta estirpe no Estado”, frisou. O objetivo do evento é discutir temas relacionados ao papel das novas tecnologias no desempenho escolar e como desenvolver métodos eficazes de ensino neste contexto. O congresso se encerra nesta sexta-feira, 19.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Albano fica no PSDB e partido busca aliança com João Alves

“O PSDB quer andar com o DEM, mas quer que esteja tudo bem amarrado para evitar mal estar”


O ex-governador Albano Franco finalmente chegou a um entendimento com o PSDB. Em companhia do empresário Adierson Monteiro, após reuniões em Brasília, com o presidente do partido, deputado federal Sérgio Guerra, o senador Aércio Neves e outras lideranças nacionais, Albano definiu que permanece no ninho tucano. “Os líderes do partido mostraram que sob hipótese alguma o PSDB aceitaria que Albano deixasse o partido. A Executiva Nacional não admitiu nem discutir esta questão. Isso já é assunto superado. Albano fica no PSDB”, garantiu Adierson Monteiro, na tarde de hoje, dia 17.
Segundo ele, a Executiva pediu apenas mais uma semana para chegar a um entendimento com o DEM, na pessoa do seu líder em Sergipe, o ex-governador João Alves Filho. “O PSDB quer andar com o DEM em Sergipe nas eleições de 2012, 2014 e assim por diante, mas não será subserviente. Por isso quer que esteja tudo bem amarrado para evitar que no próximo ano ocorra um mal estar”, afirmou Adierson, referindo à disposição do PSDB em buscar o apoio incondicional e assegurado dos democratas em Sergipe, e de ter o partido desvinculado dos governos do PCdoB, em Aracaju, e do PT, no Estado.

“O partido quer chegar a um pensamento comum com o DEM e bater o martelo dessa aliança”, disse Adierson Monteiro. O empresário lembrou ainda que a Executiva sustentou o intuito de se coligar com o DEM em consideração ao empenho de João Alves na das campanhas presidenciáveis de Geraldo Alckmin (2006) e José Serra (2010) coordenadoria em Sergipe, e almeja contar com uma nova dose de apoio em 2014, talvez com Aércio Neves como candidato a presidente.

As conversas entre Albano, Adierson e as lideranças tucanas nacionais aconteceram na noite ontem e tiveram continuidade nesta quarta-feira. Nesse ínterim, ficou acertado também que junto com a definição de entendimento com o DEM a Executiva apresentará, em uma semana, a liberação da data para ser feita a Convenção Estadual do PSDB/SE, que elegerá Adierson Monteiro presidente da sigla - conforme foi condicional pelo ex-governador Albano Franco para sua permanência no partido.

Por Raissa Cruz

terça-feira, 16 de agosto de 2011

NOTA DE ESCLARECIMENTO - Deputado federal Márcio Macêdo

Diante da nota “Empregos em família”, da coluna “Vamos combinar”, publicada na revista Época, na edição nº 691, de 12 de agosto de 2011, o deputado federal Márcio Macêdo (PT/SE) esclarece que houve um equívoco na informação que relaciona as atividades profissionais de sua esposa e da senhora Leila ao seu mandato.

Em nome do conceito de verdade e amparado no direito de resposta, que são base para a manutenção de uma imprensa livre e democrática, o parlamentar informa que sua esposa, Karina Marx Macêdo, é procuradora federal concursada, desde 2003, e exerce a função de chefia na Procuradoria Federal Especializada junto ao Ibama em Sergipe desde agosto de 2008, função esta que só pode ser exercida por procuradores federais de carreira.

Neste sentido, pontua Márcio Macêdo, não é possível estabelecer qualquer relação entre a função profissional de sua esposa e seu mandato, iniciado em fevereiro deste ano. De mesmo modo, não procede a informação de que Karina Marx Macêdo reside em Brasília, posto que mora em Aracaju e desempenha suas atividades na Superintendência Regional do Ibama em Sergipe, à luz da legislação em vigor.

Sobre a senhora Leila, citada na nota, o deputado federal explica que ela é filha de uma prima sua e trabalha, desde junho de 2010, em uma empresa privada, que presta serviços para órgãos públicos, dentre eles o Ibama. Portanto, a atual ocupação profissional da referida senhora não tem qualquer ligação com o mandato, visto que ela iniciou esta relação de trabalho num período anterior ao mandato parlamentar. Além disso, a senhora Leila não possui, de acordo com a vigente lei civil no artigo 1.594, qualquer parentesco com o deputado federal Márcio Macêdo.

Partindo destes fatos, o deputado federal Márcio Macêdo solicita a este veículo de comunicação que proceda à retificação da nota, dando-lhe igual espaço e semelhante destaque, para que sejam dirimidas quaisquer dúvidas sobre sua honestidade e respeito à legislação. Além disso, o parlamentar se coloca à disposição da referida publicação para quaisquer esclarecimentos.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Márcio Macêdo lidera bancada do PT durante aprovação da MP 530/11

Medida Provisória cria um plano especial de recuperação de escolas atingidas por desastres naturais. Deputado sergipano repudiou posição do DEM, que tentou obstruir votação.

O deputado federal Márcio Macêdo liderou a bancada do PT na Câmara na manhã desta quinta-feira, 4, durante a votação da Medida Provisória 530/11, que cria o plano especial de recuperação da rede física de escolas públicas atingidas por desastres naturais. Em plenário, Márcio fez críticas à bancada do DEM, que tentou obstruir a votação da MP no dia anterior. Em sua fala, o deputado repudiou a atitude do partido de oposição, único a se colocar contra a medida do Governo Federal.

“A aprovação desta medida provisória é muito importante para o país e vital para que crianças, adolescentes e jovens brasileiros possam ter acesso à Educação, em caso de desastres naturais. Sendo assim, repudio a ação antidemocrática e pouco republicana do DEM ao tentar obstruir uma votação tão importante. Discordo desta posição do partido, que demonstrou mais uma vez suas raízes autoritárias, que tiveram origem nas cavernas roucas da ditadura militar”, afirmou.

Diante da declaração de Márcio Macêdo, alguns deputados federais do DEM ainda tentaram justificar a posição do partido. No entanto, o parlamentar sergipano retornou à tribuna para reiterar sua posição de crítica à decisão dos demistas. “O mais sensato era que o DEM viesse a plenário reconhecer seu equívoco e pedir desculpas ao país por tentar impedir o Estado Brasileiro de atender as crianças, os adolescentes e os jovens em ocasiões de tragédias”, reforçou.

Ao final dos embates, o DEM recuou da decisão inicial e interrompeu sua estratégia de obstrução para votar os destaques à MP 530/11, o que foi elogiado por Márcio Macêdo. “Como liderança do PT, quero cumprimentar o deputado ACM Neto por este gesto de reconhecimento da importância desta votação para o país”, afirmou.

De acordo com a medida, o conselho deliberativo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) fixará os critérios de distribuição dos recursos e os procedimentos operacionais para execução do plano especial, assim como para a prestação de contas. Depois de aprovado o plano para uma escola, o FNDE fará o repasse diretamente a uma conta corrente aberta para esse fim em parcela única, sem necessidade de assinatura de contrato, convênio ou qualquer outro tipo de instrumento.