quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Comissão para discutir mototáxi com Edvaldo é criada

A proposta da deputada estadual Ana Lúcia (PT) de criar uma comissão suprapartidária para discutir com o prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) a regulamentação dos mototaxistas em Aracaju foi aprovada hoje na Assembleia Legislativa. A comissão é composta pelos parlamentares Luiz Mitidieri (PSDB), Venâncio Fonseca (PP) e Augusto Bezerra (DEM), além da própria Ana Lúcia.

Hoje, o líder da oposição, Venâncio Fonseca, disse que “estes trabalhadores estão sendo tratados pela Prefeitura de Aracaju como verdadeiros marginais, quando são trabalhadores, homens de bem, que querem trabalhar honestamente e sustentar suas famílias”. “Mas o prefeito está tratando estes homens como bandidos. A SMTT está perseguindo os mototaxistas pela cidade, enquanto deveriam perseguir bandidos”, completou Venâncio.

Subtraído os exageros da oposição concordo que a questão deve ser discutida, como já afirmei ontem aqui no blog, mas também entendo que a preocupação principal da prefeitura está no caos do trânsito da capital, que a cada dia fica mais estrangulado. Além disso, há a preocupação com o elevado número de acidentes que ocorrem com motos. Ainda assim, entendo que o prefeito deve abrir o diálogo e criar mecanismos de controle para o funcionamento do serviço de mototáxi em Aracaju.

Espero que a comissão sirva realmente para discutir o assunto e que não seja utilizada apenas como palanque pela oposição. A ideia de Ana Lúcia de criar a comissão foi muito boa e que a partir de agora se inicie uma discussão sobre a regulamentação do serviço na capital. E você o que acha dessa questão? O serviço deve ou não ser regulamentado? Comente!

Um comentário:

deco ferreira disse...

Concordo na regularização dessa atividade devido a necessidade de transportar objetos com rapidez, agilidade e baixo custo!