Pular para o conteúdo principal

Márcio Macêdo participa de reunião com presidente em exercício, Michel Temer


O deputado federal Márcio Macêdo (PT) foi um dos representantes da bancada do PT na Câmara que participou de uma reunião nesta quinta-feira, 14, com o presidente da República em exercício, Michel Temer (PMDB). No encontro, os parlamentares cobraram do presidente um posicionamento do Governo Federal em relação ao projeto do novo Código Florestal.

Antes da audiência com Temer, Márcio participou de uma reunião dos deputados da bancada do PT. Em sua fala, Márcio defendeu que os parlamentares aprofundem o debate sobre o código para construir uma posição oficial do partido em relação ao projeto substitutivo do relator Aldo Rebelo (PC do B/SP). Além disso, o deputado sergipano propôs ao líder da bancada, deputado federal Paulo Teixeira (PT/SP), que os petistas cobrassem do Governo Federal uma posição sobre o código.

Além de Márcio Macêdo e de Paulo Teixeira, participaram do encontro com Temer os deputados do PT Luci Choinacki (SC), Assis do Couto (PR), Padre Tom (RO), Fernando Marroni (RS), Dr. Rosinha (PR) e Arlindo Chinaglia (SP). O deputado sergipano tem trabalhado para que seja aprovado um projeto que respeite as demandas da agricultura, mas que conserve os recursos naturais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Erotização da música influi na precocidade sexual da criança

É comum vermos crianças cada vez mais novas cantando e dançando ao som de refrões carregados de sexualidade, utilizando roupas e calçados impróprios para essa fase. As músicas erotizadas se tornam febre entre meninos e meninas em todo o país, mesmo sem muitas vezes terem conhecimento do que estejam ouvindo ou dançando. Mas qual a influência dessas músicas no desenvolvimento da criança? De que modo a letra de uma canção pode influenciar o comportamento infantil?

Para a psicóloga Aline Maciel, músicas de cunho apelativo com letras que tratem de sexo estimulam a iniciação sexual precoce entre meninos e meninas. Segundo ela, “músicas com uma carga sexual muito forte aliadas a coreografias sensuais fazem com que as crianças tenham acesso a elementos que não são adequados a sua faixa etária, induzindo comportamentos inadequados”.

O artigo A música e o Desenvolvimento da Criança, de autoria da Doutora em Educação Monique Andries Nogueira, atesta que a música tem um papel importante nos aspect…

Lambe-sujo e Caboclinhos: a cultura viva

A força de uma cultura se revela na capacidade de agregar, envolver e orgulhar. Em Laranjeiras, isso se concretiza durante a “Festa do Lambe-Sujo”, folguedo sergipano encenado todos os anos no 2º domingo de outubro.


No folguedo, os negros (lambe-sujos) lutam contra a tentativa dos índios (caboclinhos) de destruírem os quilombos.



A partir das imagens captadas pela fotojornalista Ana Lícia Menezes é possível perceber o quão forte é a cultura local e a crença no folguedo. Carregado de simbolismo, o folguedo envolve crianças, jovens e adultos, que se apossam da história da terra para se divertir, se alegrar e manter viva a cultura.

Logo cedo, os lambe-sujos se espalham pela cidade, desde a entrada até a praça central de Laranjeiras. Assim, demarcam território e mostram que estão prontos para o combate. Em maioria, os lambe-sujos também ocupam a área próxima à igreja, onde recebem a benção do padre, antes de iniciar os embates.



Fortalecidos pela oração e crentes em sua fé, os lambe-sujos estã…

Verão Sergipe 2011 só na Caueira

A edição 2011 do Verão Sergipe não ocorrerá em etapas. No próximo ano apenas a Praia da Caueira, em Itaporanga d’Ajuda, receberá o evento. Será nos dias 4 e 5 de fevereiro. Por conta das dificuldades financeiras que o Estado enfrenta e pela obra de implantação da Orla na Praia da Atalaia Nova, a programação de 2011 não ocorrerá em vários municipios, como nos anos anteriores.

Neste 2010, por exemplo, o Verão Sergipe foi realizado na Caueira, em Laranjeiras e na Barra dos Coqueiros. Antes, em 2009, ele também passou por Pirambu. A secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, afirma que o evento já é marca consolidada para a cultura e o turismo no Estado, por isso, mesmo com as dificuldades financeiras, o Governo de Sergipe não poderia deixar de realizar a festa.

“Na sua terceira edição, o evento cresceu, ganhou contornos mais culturais e atraiu multidões por todos os lugares pelos quais passou. Infelizmente este ano, por conta de diversos fatores não poderemos realizar muitas das a…