terça-feira, 22 de março de 2011

Susana quer discutir soluções para a pobreza em Sergipe

A deputada Susana Azevedo (PSC) voltou a propor, hoje, na Assembleia Legislativa, a realização de audiência pública, tendo a participação do governador Marcelo Déda (PT), bancadas estadual e federal, além de prefeitos, para discutir e buscar soluções para pobreza em Sergipe. 

Ela criticou o uso das verbas de emendas parlamentares para promoção de shows em diversas prefeituras do interior, enquanto famílias moram em casas de taipa ou, nem mesmo, não têm onde morar. 

Para completar, o deputado Zezinho Guimarães (PMDB) disse que nos 11 meses que passou à frente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) não recebeu uma emenda para erradicação de casas de taipa no Estado. 

Susana Azevedo ressaltou que em suas viagens pelo interior do Estado vê um quadro de miséria. “Eu vi, em muitos povoados, 15 pessoas morando numa casa de taipa quase caindo. Na dava para morar uma só pessoa, quanto mais 15”, lamentou, ao acrescentar que cabe o espírito público para resolver estes problemas. 

A parlamentar lamentou, também, que haja facilidade na liberação de emendas para realização de shows, enquanto há dificuldades para se investir em casas. “Eu sempre me revoltei com isso. Por isso é que continuo defendendo uma audiência pública para colocarmos essas questões e resolvermos. As pessoas nos elegeram para isso, para trabalhar e melhorar a condição de vida delas. Vamos fazer disso uma bandeira para erradicar a pobreza e o analfabetismo deste Estado”, ressaltou Susana Azevedo. 

Aracaju

Além de alertar para a situação do interior do Estado, Susana Azevedo destacou os problemas que vem ocorrendo em Aracaju. Na última segunda-feira, moradores do Coqueiral e do Santa Maria fizeram uma manifestação para cobrar das autoridades um maior empenho nestas comunidades. Os dois bairros estão em péssima situação, obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) estão paradas e não há providência. 

Desde segunda-feira, também, um grupo de moradores do Coqueiral acampou em frente ao Palácio dos Despachos e diz que só sairá de lá quando as obras na comunidade recomeçarem. Susana, que conhece bastante o Coqueiral e o Santa Maria, afirmou que quando chove as casas ficam alagadas. 

“Quando começar a chover não tem um carro que queira entrar ali no Coqueiral e no Santa Maria. Os doentes saem no carrinho demão. É uma a situação de muita humilhação”, disse Susana. O ideal, segundo ela, é que as pessoas vivam com dignidade.

Susana afirmou que os recursos do PAC foram alocados e a Prefeitura de Aracaju deveria ter mais empenho em cobrar, em acompanhar a obra. “Marcamos uma audiência com o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, ficamos esperando e não aconteceu”, lamentou. “É importante que as obras saiam o mais rápido. As chuvas vão vir e a situação pode piorar”, alertou.

Assessoria Parlamentar 

Um comentário:

Paulo Daltro disse...

Esta deputada pra mim é a que tem mais afinidade com o povo. Muito autêntica e de coração grande!
Ela merece o reconhecimento de toda população sergipana.