sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Jackson afirma que não apóia posicionamento de Robson e manda ele "tomar juízo"

O vice-governador Jackson Barreto (PMDB) ficou visivelmente irritado e afirmou não concordar com a entrevista concedida ontem pelo vereador Robson Viana (PT), que se mostrou insatisfeito com o PT e chegou a dizer que há uma inércia no governo – o que estaria deixando o vice-governador impaciente. “Jackson é meu mentor político, mas eu o conheço bem e sei que ele está angustiado”, disse o vereador.

Em tom incisivo Jackson garantiu que não tem nenhuma responsabilidade sobre as declarações de Robson Viana e afirmou que foi surpreendido com a entrevista e o anúncio de que o vereador poderia sair do PT. “Não apóio essa posição dele. Robson nunca debateu esse tema comigo, nunca apoiei, nunca chancelei, e não concordo com este posicionamento”, falou Jackson.

Ele ainda desautorizou Robson a falar em seu nome e se mostrou muito insatisfeito com a idéia de que ele teria discutido e concordado com o pronunciamento do vereador petista. “Quero dizer a meu amigo Robson que quando der entrevista, quando citar o meu nome, converse antes comigo. Nós temos responsabilidade política, ele não pode dar uma entrevista e citar o meu nome assim”, falou Jackson.

Na noite de ontem o vice-governador comentou a atitude de Robson Viana em seu Twitter, e afirmou que estava decepcionado com a entrevista do seu amigo. “É preciso ter espírito democrático e saber absorver as derrotas, da mesma forma como se recebe as vitórias. Robson é jovem e tem muito chão pela frente, essa história de trocar de partido é uma prática oportunista e não tem nada a ver com a sua juventude”, disse Jackson, complementando que não gostou de ver o seu nome envolvido na entrevista. “Não conversei, não combinei e não concordo. Tenha juízo e seja fiel aos seus eleitores Robson, fique onde está”, escreveu JB na internet.

Nenhum comentário: