Pular para o conteúdo principal

Diretores do Detran e do Ipes do Governo João terão que devolver R$ 13 milhões ao Estado

Por Valter Lima, publicada originalmente no Cinform

Mais de R$ 13,4 milhões. Toda esta dinheirama terá que ser devolvida aos cofres públicos pelos antigos gestores do Departamento Estadual de Trânsito - Detran (Ytimbira Paixão) - e do Instituto de Previdência do Estado - Ipes Saúde (José Lima de Santana) - que entre os anos de 2004 e 2006 firmaram uma série de contratos com a organização não-governamental Saúde Sergipe - Sase -, que agora foram considerados ilegais pela Justiça. A decisão é do Tribunal de Justiça de Sergipe - TJ/SE -, através do juiz Marcos de Oliveira Pinto, a partir de auditoria realizada pela Controladoria Geral do Estado. Os envolvidos ainda podem recorrer.

De acordo com o processo iniciado através de uma ação popular, contratos foram firmados entre o Governo do Estado na gestão de João Alves Filho, DEM, e a ONG Sase sem a realização de processo licitatório. Mas os problemas não se limitam a isso. Vão além. "Além da aplicação de recursos públicos com ausência de controle e desvirtuamento das características e finalidades do termo de parceria, as partes sequer demonstraram a forma como foram efetuados os repasses, a sua efetiva aplicação, prestação de contas e atendimento do interesse público, salvo por meras e genéricas referências, totalmente imprestáveis e inservíveis para descaracterizar as diversas ilegalidades levantadas", afirma o juiz no processo.

Ainda segundo a Justiça, 'a própria contratação se deu sem observância dos princípios norteadores da Administração Pública, especialmente a legalidade e a moralidade administrativa, aspecto este que, por si só, já seria suficiente para provocar o reconhecimento das nulidades requeridas'. Trocando em miúdos, a Justiça afirma que os contratos não respeitaram os princípios da lei e já por isso deveriam ser anulados.

'GENÉRICOS'
Pelos termos de parceria, a cooperação entre a Sase e o Detran tinha o objetivo de colocar em ação programas de promoção gratuita de saúde, conservação do meio ambiente, assistência social, promoção da ética, da paz, da cidadania e dos direitos humanos, além de estudos e pesquisas para implantação de projetos de qualificação dos profissionais do Detran. Já os convênios com o Ipes previam estudos e projetos de pesquisa com desenvolvimento de tecnologia e assessoramento técnico.

Para o juiz Marcos de Oliveira Pinto, é 'dispensável mencionar' que os dois termos são 'igualmente genéricos, mesmo considerando o respectivo plano e as metas estabelecidas'. A partir da auditoria realizada pela Controladoria do Estado, o juiz afirma ainda que o valor do prejuízo causado aos cofres públicos é maior do que o valor dos contratos principais, chegando a cifra de R$ 21 milhões.

CONTROLADORIA
Segundo o controlador geral do Estado, Adinelson Alves da Silva, a auditoria realizada pela CGE - Controladoria Geral do Estado - verificou que a Sase não tinha as condições mínimas para estabelecer convênios com o Governo. Pela auditoria, foi verificada a existência de indícios de que a entidade fraudou documentos e de que não possuía um corpo diretivo.

Outro problema é que a Sase não emitiu demonstrações contábeis, o que repercutia na impossibilidade de se fazer auditorias das suas contas e do seu patrimônio. "Além disso, o principal problema verificado pela CGE é que não identificamos os resultados práticos dos serviços contratados", afirma Adinelson.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Erotização da música influi na precocidade sexual da criança

É comum vermos crianças cada vez mais novas cantando e dançando ao som de refrões carregados de sexualidade, utilizando roupas e calçados impróprios para essa fase. As músicas erotizadas se tornam febre entre meninos e meninas em todo o país, mesmo sem muitas vezes terem conhecimento do que estejam ouvindo ou dançando. Mas qual a influência dessas músicas no desenvolvimento da criança? De que modo a letra de uma canção pode influenciar o comportamento infantil?

Para a psicóloga Aline Maciel, músicas de cunho apelativo com letras que tratem de sexo estimulam a iniciação sexual precoce entre meninos e meninas. Segundo ela, “músicas com uma carga sexual muito forte aliadas a coreografias sensuais fazem com que as crianças tenham acesso a elementos que não são adequados a sua faixa etária, induzindo comportamentos inadequados”.

O artigo A música e o Desenvolvimento da Criança, de autoria da Doutora em Educação Monique Andries Nogueira, atesta que a música tem um papel importante nos aspect…

Lambe-sujo e Caboclinhos: a cultura viva

A força de uma cultura se revela na capacidade de agregar, envolver e orgulhar. Em Laranjeiras, isso se concretiza durante a “Festa do Lambe-Sujo”, folguedo sergipano encenado todos os anos no 2º domingo de outubro.


No folguedo, os negros (lambe-sujos) lutam contra a tentativa dos índios (caboclinhos) de destruírem os quilombos.



A partir das imagens captadas pela fotojornalista Ana Lícia Menezes é possível perceber o quão forte é a cultura local e a crença no folguedo. Carregado de simbolismo, o folguedo envolve crianças, jovens e adultos, que se apossam da história da terra para se divertir, se alegrar e manter viva a cultura.

Logo cedo, os lambe-sujos se espalham pela cidade, desde a entrada até a praça central de Laranjeiras. Assim, demarcam território e mostram que estão prontos para o combate. Em maioria, os lambe-sujos também ocupam a área próxima à igreja, onde recebem a benção do padre, antes de iniciar os embates.



Fortalecidos pela oração e crentes em sua fé, os lambe-sujos estã…

Um olhar para 2008

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no
limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e
entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra
vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra
diante vai ser diferente."
(Carlos Drummond de Andrade)


Recebi esse texto ontem pelo orkut como parte de uma mensagem de felicitações pelo novo ano que está por iniciar e me pus a pensar na verdade que ele transmite.

Todos temos a necessidade de ver nossas esperanças e sonhos sendo renovados. Todo indivíduo precisa planejar, desejar, acreditar. Planejar uma vida diferente, o início de um novo projeto. Desejar ascensão profissional, aprovação no vestibular ou em um concurso público. Acreditar em novo amor, em um novo tempo. Acreditar no fim da violência, na prevalescência do amor e da paz sobre toda a Terra, por mais que isso pareça utóp…