Pular para o conteúdo principal

Estilo de Dilma se contrapõe ao de Lula

Por Valdo Cruz, Simone Iglesias e Breno Costa, da Folha de S. Paulo

Jorge Araújo/Folhapress
O retrato oficial nos gabinetes ainda é o de Lula, mas o estilo de trabalho da nova presidente Dilma Rousseff, pelo menos na primeira semana de trabalho, tem diferenças do adotado pelo seu antecessor e criador.

Dilma evitou se expor, dedicou-se mais às reuniões e mostrou que, diferentemente de Lula, quer mais rapidez nas decisões do governo.

Segundo um auxiliar da petista que trabalhou com Lula, Dilma mostra que "vai agir rapidamente e não quer deixar os problemas se agravarem para resolvê-los".

Outro assessor cita o câmbio como exemplo do novo estilo presidencial. Na última quarta, a presidente questionou o ministro Guido Mantega (Fazenda) se havia "alguma bala na agulha" para deter a valorização do real.

Segundo esse auxiliar, Dilma avalia que a situação cambial é grave, e o governo não pode "ficar esperando as coisas melhorarem".

Mantega respondeu que o Banco Central estudava medidas desde o ano passado. Ela pediu então que ele entrasse em contato com o presidente do BC, Alexandre Tombini, para checar se havia algo pronto.

Diante da resposta positiva, algumas horas depois a assessoria do BC convocava uma entrevista para o dia seguinte, quando foi anunciada a medida para combater a desvalorização cambial.

Dilma também repreendeu o general José Elito Siqueira, chefe do Gabinete de Segurança Institucional, um dia depois de ele ter dito que a existência de desaparecidos políticos no país não deve ser motivo de vergonha.

Imediatamente, checou com sua equipe se alguém estava presente na cerimônia em que o general discursou, pediu detalhes e o convocou.

Dilma tentou evitar uma crise sem criar outra, contou um assessor, que prefere não se identificar --a presidente se irrita com vazamentos. Em suas palavras, ela foi "rigorosa" e "cuidadosa".

A presidente também repreendeu Mantega por anunciar que seu governo vetaria qualquer aumento do salário mínimo acima dos R$ 540. Segundo um assessor, ela foi direta: ministro sugere, presidente é quem veta.

Habituada desde a época da Casa Civil a almoçar no seu gabinete, na terça Dilma telefonou para o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) pedindo que fosse ao Planalto. Ele estava almoçando e pediu 15 minutos. A presidente deu a ordem: "Embrulha e vem comer aqui".

O almoço de Dilma é entregue por funcionários da Granja do Torto todos os dias no gabinete presidencial. Para não comer sozinha, chama ministros da casa ou auxiliares. Lula raramente almoçava no Planalto ou na rua. Por insistência de dona Marisa, ia para o Alvorada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Erotização da música influi na precocidade sexual da criança

É comum vermos crianças cada vez mais novas cantando e dançando ao som de refrões carregados de sexualidade, utilizando roupas e calçados impróprios para essa fase. As músicas erotizadas se tornam febre entre meninos e meninas em todo o país, mesmo sem muitas vezes terem conhecimento do que estejam ouvindo ou dançando. Mas qual a influência dessas músicas no desenvolvimento da criança? De que modo a letra de uma canção pode influenciar o comportamento infantil?

Para a psicóloga Aline Maciel, músicas de cunho apelativo com letras que tratem de sexo estimulam a iniciação sexual precoce entre meninos e meninas. Segundo ela, “músicas com uma carga sexual muito forte aliadas a coreografias sensuais fazem com que as crianças tenham acesso a elementos que não são adequados a sua faixa etária, induzindo comportamentos inadequados”.

O artigo A música e o Desenvolvimento da Criança, de autoria da Doutora em Educação Monique Andries Nogueira, atesta que a música tem um papel importante nos aspect…

Lambe-sujo e Caboclinhos: a cultura viva

A força de uma cultura se revela na capacidade de agregar, envolver e orgulhar. Em Laranjeiras, isso se concretiza durante a “Festa do Lambe-Sujo”, folguedo sergipano encenado todos os anos no 2º domingo de outubro.


No folguedo, os negros (lambe-sujos) lutam contra a tentativa dos índios (caboclinhos) de destruírem os quilombos.



A partir das imagens captadas pela fotojornalista Ana Lícia Menezes é possível perceber o quão forte é a cultura local e a crença no folguedo. Carregado de simbolismo, o folguedo envolve crianças, jovens e adultos, que se apossam da história da terra para se divertir, se alegrar e manter viva a cultura.

Logo cedo, os lambe-sujos se espalham pela cidade, desde a entrada até a praça central de Laranjeiras. Assim, demarcam território e mostram que estão prontos para o combate. Em maioria, os lambe-sujos também ocupam a área próxima à igreja, onde recebem a benção do padre, antes de iniciar os embates.



Fortalecidos pela oração e crentes em sua fé, os lambe-sujos estã…

Um olhar para 2008

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no
limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e
entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra
vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra
diante vai ser diferente."
(Carlos Drummond de Andrade)


Recebi esse texto ontem pelo orkut como parte de uma mensagem de felicitações pelo novo ano que está por iniciar e me pus a pensar na verdade que ele transmite.

Todos temos a necessidade de ver nossas esperanças e sonhos sendo renovados. Todo indivíduo precisa planejar, desejar, acreditar. Planejar uma vida diferente, o início de um novo projeto. Desejar ascensão profissional, aprovação no vestibular ou em um concurso público. Acreditar em novo amor, em um novo tempo. Acreditar no fim da violência, na prevalescência do amor e da paz sobre toda a Terra, por mais que isso pareça utóp…