Pular para o conteúdo principal

"Alça do caixão": Problemas do DEM sergipano

O colega jornalista Adiberto de Souza, que mantém um blog no Portal Infonet, escreve hoje sobre os problemas enfrentados pelo DEM. Diz Adiberto que os recentes "desentendimentos registrados no interior do DEM são o maior sinal de que o partido está com falência múltipla dos órgãos, agonizando, respirando por aparelho, sem jeito".

Por "recentes desentendimentos" entenda-se as críticas feitas pelo deputado federal Mendonça Prado contra filiados do partido e aliados que não votaram na chapa fechada da oposição nas eleições passadas. Mendonça afirmou ainda que a oposição em Sergipe era uma "oposição do Paraguai".

Venâncio, Augusto Bezerra e Juvêncio Oliveira não gostaram das declarações de Mendonça. Em muitos municípios, estes parlamentares votaram em candidatos do PSC tanto na chapa majoritária (no caso, o senador eleito Eduardo Amorim), como em deputados federais.

Voltando a nota de Adiberto, ele afirma que "os poucos líderes que ainda permanecem ao lado do leito de morte demista rezam por um milagre". Para justificar tão assertiva, Adiberto exemplifica: "na prática, isso significa tentar refazer alianças, como aconteceu a semana passada, quando o ex-governador João Alves Filho foi ao apartamento do deputado federal Albano Franco (PSDB) para ser fotografado ao seu lado. Não passou de uma foto, pois mesmo João querendo juntar-se ao tucano, sua família não quer".

Prossegue o texto: "em nível nacional, os demistas também se desentendem pela liderança na Câmara dos Deputados, enquanto filiados menos votados preparam-se para abandonar o barco furado. Muitos já estão de malas prontas para se filiar ao novo Partido do Desenvolvimento Nacional (PDN), que em Sergipe será comandado pelo dublê de empresário e político Edvan Amorim, inimigo figadal da família Alves. Portanto, se o moribundo do DEM demorar mais um pouco para ‘bater a botas’ faltará quem pegue na alça do caixão".

Ontem, aqui no blog, eu já havia falado sobre o surgimento do PDN e sua potencialidade, pois irá agrupar um número sem fim de políticos descontentes. Do DEM, poderá ser surpreendente a quantidade de desgarrados que poderá migrar para o novo partido.

Na semana antepassada, em entrevista que me concedeu para o Cinform, o deputado estadual Augusto Bezerra disse, por várias vezes, que o momento atual não é de caça às bruxas (como prega Mendonça), mas de união por 2012. Na argumentação do deputado, o ex-governador João Alves Filho é a mola propulsora para alcançar esta união e formatar uma candidatura forte para a disputa pela prefeitura de Aracaju.

Não ouso dizer que o DEM é um "morimbundo" como faz Adiberto de Souza, pois mesmo em condições de debilidade, o partido ameaçou a reeleição de Marcelo Déda, através de João Alves. Mas, concordo com a análise de que a sigla poderá sofrer um esvaziamento em Sergipe, reduzindo-se ao ex-governador e a seus familiares, que hoje já são as únicas lideranças fortes da oposição.

Comentários

Edson Costa disse…
Excelente texto!
Lúcido e coerente. Todavia, mesmo reconhecendo que o DEM, em estado de debilidade, derrotou o PT e aliadosna capital, não enxergo isso como uma força, uma ameaça do DEM, mas como fruto de um contexto específico, muito mais pela inoperância e algumas fragilidades da administração municipal associadas a algumas insatisfações, do que por uma sobrevida DEMista.
No mais, é a pura realidade a sua constatação: O DEM em Sergipe, e creio que no Brasil, sofrerá sim um forte esvaziamento.
Mas como se sabe, e a história comprova isso, a velha turma sempre se regenera, se readapta, se remodela, e ressurge sob uma nova denominação, sob um novo formato.

Postagens mais visitadas deste blog

Erotização da música influi na precocidade sexual da criança

É comum vermos crianças cada vez mais novas cantando e dançando ao som de refrões carregados de sexualidade, utilizando roupas e calçados impróprios para essa fase. As músicas erotizadas se tornam febre entre meninos e meninas em todo o país, mesmo sem muitas vezes terem conhecimento do que estejam ouvindo ou dançando. Mas qual a influência dessas músicas no desenvolvimento da criança? De que modo a letra de uma canção pode influenciar o comportamento infantil?

Para a psicóloga Aline Maciel, músicas de cunho apelativo com letras que tratem de sexo estimulam a iniciação sexual precoce entre meninos e meninas. Segundo ela, “músicas com uma carga sexual muito forte aliadas a coreografias sensuais fazem com que as crianças tenham acesso a elementos que não são adequados a sua faixa etária, induzindo comportamentos inadequados”.

O artigo A música e o Desenvolvimento da Criança, de autoria da Doutora em Educação Monique Andries Nogueira, atesta que a música tem um papel importante nos aspect…

Lambe-sujo e Caboclinhos: a cultura viva

A força de uma cultura se revela na capacidade de agregar, envolver e orgulhar. Em Laranjeiras, isso se concretiza durante a “Festa do Lambe-Sujo”, folguedo sergipano encenado todos os anos no 2º domingo de outubro.


No folguedo, os negros (lambe-sujos) lutam contra a tentativa dos índios (caboclinhos) de destruírem os quilombos.



A partir das imagens captadas pela fotojornalista Ana Lícia Menezes é possível perceber o quão forte é a cultura local e a crença no folguedo. Carregado de simbolismo, o folguedo envolve crianças, jovens e adultos, que se apossam da história da terra para se divertir, se alegrar e manter viva a cultura.

Logo cedo, os lambe-sujos se espalham pela cidade, desde a entrada até a praça central de Laranjeiras. Assim, demarcam território e mostram que estão prontos para o combate. Em maioria, os lambe-sujos também ocupam a área próxima à igreja, onde recebem a benção do padre, antes de iniciar os embates.



Fortalecidos pela oração e crentes em sua fé, os lambe-sujos estã…

Um olhar para 2008

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no
limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e
entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra
vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra
diante vai ser diferente."
(Carlos Drummond de Andrade)


Recebi esse texto ontem pelo orkut como parte de uma mensagem de felicitações pelo novo ano que está por iniciar e me pus a pensar na verdade que ele transmite.

Todos temos a necessidade de ver nossas esperanças e sonhos sendo renovados. Todo indivíduo precisa planejar, desejar, acreditar. Planejar uma vida diferente, o início de um novo projeto. Desejar ascensão profissional, aprovação no vestibular ou em um concurso público. Acreditar em novo amor, em um novo tempo. Acreditar no fim da violência, na prevalescência do amor e da paz sobre toda a Terra, por mais que isso pareça utóp…