quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Pelo Twitter, Déda anuncia aprovação do curso de Medicina de Lagarto

Foi pelo Twitter que todos ficaram sabendo da aprovação do curso de Medicina da Universidade Federal de Sergipe no campus de Lagarto. Por volta das 11h30, o governador Marcelo Déda twittou a informação.

“Atenção Lagarto! Alô Sergipe! O Conselho Nacional de Saúde acaba de aprovar o Curso de Medicina da UFS em Lagarto. Vitória do povo sergipano!”, postou Déda. Até às 14h45, 78 pessoas já haviam dando RT na informação.

A secretária de Estado da Saúde, Mônica Sampaio twittou o seguinte: “Agradeço a todos que se envolveram com o projeto do Campus de Lagarto e ajudaram a viabilizar este sonho que fortalece a reforma SUS-SE”.


No final da tarde, o blog da Agência
de Notícias do Governo divulgou
a planta do campus de Lagarto

A secretária de Cultura, Eloísa Galdino também twittou: “A notícia que o governador @MarceloDeda acabou de postar no Twitter significa muito mais do que um Campus da Saúde no interior de Sergipe. O Campus representa uma mudança em toda a vida de Lagarto, do Centro-Sul sergipano, do nosso Estado”.

E disse mais: “É simbólico, é desenvolvimento. Lagarto vai ser um referência como cidade universitária. Mais educação, Cultura, emprego e renda, desenvolvimento econômico e social. É o futuro, que está ali e nos diz muito: é possível produzir mudanças e construir um amanhã bem melhor para as novas gerações. Viva SE!”. Eloísa já foi aluna e professora substituta da UFS.

O ex-deputado Sérgio Reis twittou: “Como lagartense estou muito feliz! Mais um sonho realizado! Campus Medicina Lagarto agora é realidade...”. Já o jornalista Sales Neto publicou informações sobre os custos do novo campus: “O Campus da Saúde de Lagarto é uma obra de R$ 60 milhões, sendo R$ 30 milhões do Governo Federal e R$ 30 milhões recursos do governo do Estado”.

A jornalista Gleice Queiroz, como não podia deixar de ser, brincou com a notícia: “Acredito que a Unit não gostou muito da notícia do campus de Medicina em Lagarto”.

E a assessoria de comunicação da UFS deu a notícia oficialmente, com chamada no Twitter: O Conselho Nacional de Saúde (CNS) autorizou o funcionamento do curso de Medicina do campus de Lagarto. A decisão foi tomada em reunião ocorrida nessa quinta-feira, 8, em Brasília. Segundo o coordenador do campus, Luiz Marcos, a coordenadora da Comissão Intersetorial de Recursos Humanos (CIRH), Maria Helena Machado, elogiou o projeto da UFS por conta de, dentre outros fatores, “unir o Estado, o município e a UFS em favor de uma saúde entendida como integral”.

Nenhum comentário: