quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Almeida pode assumir Diretório Estadual do PMDB; Jackson pode se tornar "super-secretário" da Casa Civil

A informação é do jornalista Adiberto de Souza, que possui um blog na Infonet e que transcrevo na íntegra aqui no meu blog:

"A decisão do Supremo Tribunal Federal, transferindo da coligação para o partido o direito à suplência, impede que Fábio Reis (PMDB) substitua na Câmara Federal outro deputado que não seja do seu partido.

Trocando em miúdos, a decisão põe por terra o desejo do vice-governador eleito Jackson Barreto (PMDB) de ver um deputado da coligação ser afastando para Fábio Reis assumir e, conseqüentemente, garantir ao seu grupo um assento na Câmara para ele continuar dirigindo a legenda em Sergipe.

Pelo que aprovou o Supremo, se o deputado eleito Márcio Macedo (PT) se afastar, por exemplo, quem assume é o petista Iran Barbosa (1º suplente do PT) e não Fábio Reis. Isso significa que dificilmente Jackson conseguirá manter o comando do PMDB, pois a direção nacional do partido vai preferir entregá-lo a Almeidinha, único representante em Sergipe com voto no Congresso.

Quem conhece o senador e deputado federal eleito, sabe que ele não demorará muito para mandar buscar na casa do dileto primo a chave do diretório estadual".

Ainda sobre o assunto, Adiberto escreve que "a alternativa que Jackson Barreto tem para permanecer no poder é conseguir ser o homem forte do segundo governo Marcelo Déda. Aliás, muita gente ligada ao governador reeleito está torcendo para JB ser o secretário-chefe da Casa Civil, uma espécie de super-secretário com autoridade para ajudar a tocar as áreas do governo deficientes e, com seu peculiar destemor, ainda demonstrar a força necessária para enfrentar os eventuais inimigos do projeto político encabeçado por Déda".

Nenhum comentário: