quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Vai ou não vai? Valadares nega que já tenha sido chamado para ser ministro

As especulações em torno da possibilidade do senador reeleito Valadares (PSB) se tornar ministro no Governo Dilma (PT) para, assim, abrir caminho para que José Eduardo Dutra (PT) se torne senador não param. Só aumentam. Hoje o tema voltou a ser debatido depois da Folha de S. Paulo publicar nota dando conta que Valadares assumirá o Ministério do Turismo.

Veja o que dizem as notas da coluna Painel:

Sub-20
A possibilidade de que o time de Dilma para a Copa venha a ser formado pela jovem deputada Manuela D'Ávila (PC do B-RS) no Esporte e pelo senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) no Turismo está deixando de cabelos em pé os governadores envolvidos na preparação do Mundial de 2014.

Vai que é tua
Tanto Valadares quanto Manuela contam com o apoio do PT. Ele abriria vaga no Senado para o presidente do partido, José Eduardo Dutra. Ela, entretida com o ministério, poderia abdicar de uma candidatura competitiva à Prefeitura de Porto Alegre em 2012.

Em entrevista as rádios Liberdade FM e Ilha FM na manhã de hoje, Valadares voltou a dizer que não foi chamado para conversar sobre o assunto e que em nenhum momento tratou sobre qualquer ministério com o próprio PSB, com Dilma e, muito menos, com Zé Eduardo.

Valadares, inclusive, afirmou que prefere se manter no Senado a assumir um ministério, embora tenha dito que se este for o desejo do seu partido, o fará. “Não moverei uma palha para ser ministro. Fui eleito para ser Senador. E este é o meu pensamento. Mas estou à disposição se for interesse da presidente Dilma e do PSB”, ressaltou.

No início do mês ao conversar com um parlamentar do PSB, ele me garantiu que as conversas para Valadares assumir um ministério estavam adiantadas e que o partido queria que o senador sergipano assumisse o Ministério das Cidades. Valadares, por sua vez, nega.

Para o senador, Dilma ainda está discutindo a formação dos ministérios que serão mais próximos a ela e escolhendo sua equipe econômica. Ministérios como o da Cidades, o da Integração e o do Turismo ficarão para depois. Vamos aguardar.

Nenhum comentário: