Pular para o conteúdo principal

Sergipe receberá 14 obras do PAC2; Zona de Expansão está incluída

O Ministério das Cidades divulgou ontem resultado da seleção do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) para municípios integrantes do Grupo 1. Neste grupo estão incluídas cidades de regiões metropolitanas de alguns Estados e municípios com população acima de 70 mil habitantes localizados no Norte, no Nordeste e no Centro-Oeste. Cidades com população acima de 100 mil habitantes da regiões Sul e Sudeste também integram esta lista. Em Sergipe, 14 obras foram selecionadas.

Ao todo, em todo o Brasil, 1.260 obras e projetos foram incluídos no Grupo 1 do PAC 2, que somam R$ 11,80 bilhões de recursos de repasse da União e R$ 5,46 bilhões de financiamento com recursos do FGTS e FAT, totalizando R$ 17,27 bilhões. Esta é a primeira seleção de empreendimentos de infraestrutura do PAC 2, correspondente a metade dos recursos disponíveis, aproximadamente.

O processo foi realizado em conjunto entre governo federal, prefeituras e governos estaduais, por meio de cartas-consulta, priorização de propostas enquadradas, análise de propostas e entrevistas técnicas em Brasília.

Além desses valores, estão selecionados recursos para produção de quase 90 mil unidades habitacionais a serem contratadas pelo programa Minha Casa Minha Vida, em complemento a essas obras. Foram selecionadas obras e projetos de Urbanização de Assentamentos Precários, Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Saneamento Integrado, Drenagem Urbana, Contenção de Encostas e Pavimentação e Qualificação de Vias Urbanas.

OBRAS EM SERGIPE
Das 14 obras de Sergipe, nove são de saneamento básico, duas são de drenagem, duas são de pavimentação e uma de habitação. Aracaju receberá a maior parte das intervenções: são seis obras de saneamento na capital. Itabaiana, Lagarto, São Cristóvão e Nossa Senhora do Socorro também estão na lista de ações da segunda fase do PAC.

Para Aracaju, há projetos do sistema de esgotamento sanitário em bairros da capital (não especifica quais são). Há também obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário da Aruana, compreendendo ligações prediais e intradomiciliares, rede coletora, estações elevatórias e emissários.

Na lista aparecem ainda para a capital a construção de macrodrenagem na região do Aeroporto (Canal Beira Mar), com o manejo de águas pluviais. Além disso, aparece uma obra de macrodrenagem na Atalaia, que inclui o canal Costa do Sol, também com manejo de águas pluviais. Para a Aruana há uma obra de pavimentação e drenagem de todo o loteamento.

Outra proposta de Aracaju aprovada no PAC 2 é a elaboração do Plano Municipal de Saneamento. O bairro Santa Maria receberá obras no loteamento Marivan, com ações de rede coletora de esgotos sanitários,interceptores, elevatórias, drenagem e pavimentação. No Nova Liberdade, serão realizadas obras semelhantes. O Pantanal receberá obras de rede de distribuição de água; rede coletora e estação elevatória de esgoto; microdrenagem; ligações domiciliares; vias de circulação e de pedestres e trabalho socioambiental.

Para Lagarto, há a elaboração de projeto para ampliação e melhorias do sistema de esgotamento sanitário. Para Itabaiana, o projeto é semelhante. São Cristóvão receberá obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário, compreendendo ligações prediais, rede coletora, estações elevatórias, linhas de recalque e ampliação da estação de tratamento de esgoto.

Na antiga capital de Sergipe serão realizadas também obras de drenagem e pavimentação em paralelepípedos no bairro Alto da Divineia, loteamento Lauro Rocha e Rosa Maria. Para Socorro, há estudos e projetos de urbanização e habitação.

Comentários

Anônimo disse…
ESSA OBRA É FUNDAMENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO DO PORTO DE ARACAJU COMO TAMBÉM DE TODO O ESTADO DE SERGIPE:
• QUEREMOS O APOIO DE UM DEPUTADO FEDERAL OU SENADOR PARA FAZER ESSE PROJETO SAIR DO PAPEL:Projeto de nova rodovia irá ligar Aracajú a Brasília, passando por cidades da nossa região
Dom, 26 de Dezembro de 2010 12:12
Está no Plano Nacional de Viação, do Ministério dos Transportes, a criação de uma nova rodovia federal, que interligará a capital de Sergipe, Aracajú, à Brasília. Seria a BR-349, que ainda depende de um estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental, sucedido do projeto de engenharia. Seria uma rodovia diagonal com 1.242,4 km. Seu ponto zero está em Aracaju, no encontro das BRs-101 e 235, e acaba no entroncamento com a BR-020, distante 323 km de Brasília, próximo à divisa da Bahia com Goiás. A rodovia cortaria os municípios Itaporanga d´Ajuda, Pedrinhas e Tobias Barreto, em Sergipe, e Itapicuru, Olindina, Teofilândia, Conceição do Coité, Nova Fátima, Capela do Alto Alegre, Mundo Novo, Utinga, Seabra, Ibitiara, Ibipitanga, Macaúbas, Bom Jesus da Lapa, São Felix do Coribe, Santa Maria da Vitória e Correntina. A partir de Bom Jesus da Lapa a rodovia já existe. O trecho entre Bom Jesus e Santa Maria da Vitória, cerca de 79 km, já está recuperado. Informações do Rodovias & Vias.
Fonte: Jornal O Eco

Postagens mais visitadas deste blog

Erotização da música influi na precocidade sexual da criança

É comum vermos crianças cada vez mais novas cantando e dançando ao som de refrões carregados de sexualidade, utilizando roupas e calçados impróprios para essa fase. As músicas erotizadas se tornam febre entre meninos e meninas em todo o país, mesmo sem muitas vezes terem conhecimento do que estejam ouvindo ou dançando. Mas qual a influência dessas músicas no desenvolvimento da criança? De que modo a letra de uma canção pode influenciar o comportamento infantil?

Para a psicóloga Aline Maciel, músicas de cunho apelativo com letras que tratem de sexo estimulam a iniciação sexual precoce entre meninos e meninas. Segundo ela, “músicas com uma carga sexual muito forte aliadas a coreografias sensuais fazem com que as crianças tenham acesso a elementos que não são adequados a sua faixa etária, induzindo comportamentos inadequados”.

O artigo A música e o Desenvolvimento da Criança, de autoria da Doutora em Educação Monique Andries Nogueira, atesta que a música tem um papel importante nos aspect…

Lambe-sujo e Caboclinhos: a cultura viva

A força de uma cultura se revela na capacidade de agregar, envolver e orgulhar. Em Laranjeiras, isso se concretiza durante a “Festa do Lambe-Sujo”, folguedo sergipano encenado todos os anos no 2º domingo de outubro.


No folguedo, os negros (lambe-sujos) lutam contra a tentativa dos índios (caboclinhos) de destruírem os quilombos.



A partir das imagens captadas pela fotojornalista Ana Lícia Menezes é possível perceber o quão forte é a cultura local e a crença no folguedo. Carregado de simbolismo, o folguedo envolve crianças, jovens e adultos, que se apossam da história da terra para se divertir, se alegrar e manter viva a cultura.

Logo cedo, os lambe-sujos se espalham pela cidade, desde a entrada até a praça central de Laranjeiras. Assim, demarcam território e mostram que estão prontos para o combate. Em maioria, os lambe-sujos também ocupam a área próxima à igreja, onde recebem a benção do padre, antes de iniciar os embates.



Fortalecidos pela oração e crentes em sua fé, os lambe-sujos estã…

Um olhar para 2008

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no
limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e
entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra
vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra
diante vai ser diferente."
(Carlos Drummond de Andrade)


Recebi esse texto ontem pelo orkut como parte de uma mensagem de felicitações pelo novo ano que está por iniciar e me pus a pensar na verdade que ele transmite.

Todos temos a necessidade de ver nossas esperanças e sonhos sendo renovados. Todo indivíduo precisa planejar, desejar, acreditar. Planejar uma vida diferente, o início de um novo projeto. Desejar ascensão profissional, aprovação no vestibular ou em um concurso público. Acreditar em novo amor, em um novo tempo. Acreditar no fim da violência, na prevalescência do amor e da paz sobre toda a Terra, por mais que isso pareça utóp…