Pular para o conteúdo principal

Prefeito de Indiaroba: nove processos só no MPF


Foto: Infonet
 A notícia chega através da assessoria do Ministério Público Federal: o prefeito de Indiaroba, no sul sergipano, João Eduardo Viegas Mendonça de Araújo (PTB) responde a mais um processo por improbidade administrativa movido pelo MPF. Este já é o nono processo movido somente em 2010 pelo MPF devido a irregularidades cometidas por João Eduardo no seu primeiro mandato (2004-2008). Haja processo!

Respondem a este novo processo também o ex-presidente e três ex-membros da Comissão Permanente de Licitação (CPL) do município, além de uma empresa do ramo da construção. Eles são acusados de cometerem diversas irregularidades na licitação e execução das obras da orla da cidade, construída em 2007.

A Controladoria-Geral da União (CGU) enviou ao MPF relatório sobre os problemas identificados obras, executadas com verbas do Ministério do Turismo. Ainda no processo licitatório, a CGU apontou a ausência de pesquisa de preço que demonstre como se chegou ao valor orçado, exigências de qualificação econômico-financeiras às empresas participantes que ultrapassavam os limites estabelecidos pela legislação, cobrança pela cópia do edital de abertura de licitação em valor que ultrapassava o gasto com a produção das cópias e o edital também não foi publicado em jornal de grande circulação no Estado.

A procuradora da República Eunice Dantas Carvalho, que assina a ação, explica que a CGU ainda identificou indícios de que houve montagem do processo licitatório. Os documentos contidos apresentados pela prefeitura comprovam que vários atos da licitação foram praticados por diferentes pessoas num mesmo dia. No mesmo dia, foi realizada a recepção, abertura, julgamento das propostas, assinado termo de homologação e firmado o contrato com a única empresa participante.

Ainda neste dia foi elaborado o Edital de Publicação e a Certidão de afixação do resultado da licitação, o parecer jurídico final, a Ordem de Serviços e a declaração de regularidade do processo. “É forçoso concluir que o procedimento licitatório foi apenas uma 'montagem', isto é, todos os documentos já estavam prontos, de modo que o procedimento serviu apenas para conferir um falso caráter de legalidade à contratação da empresa”, afirma, na ação, a procuradora.

O relatório da CGU apontou também que os valores das taxas de de Benefícios e Despesas Indiretas e os encargos sociais previstos no contrato estavam acima da média de mercado, causando um sobrepreço de mais de R$ 50 mil.

Durante a execução da obra, a prefeitura não designou um servidor para acompanhar e fiscalizar o cumprimento contrato. Em decorrência dessa ausência de fiscalização, a CGU verificou que a obra não foi adequadamente executada, e após um ano de sua conclusão, a estrutura já apresentava rachaduras.

A Controladoria-Geral ainda constatou que a mão-de-obra utilizada na construção da orla de Indiaroba não tinha vínculo empregatício com a empresa contratada. A prefeitura também realizou ilegalmente o fracionamento de despesas, a fim de poder realizar diversas compras sem licitação.

Caso sejam condenados, o prefeito de Indiaroba, João Eduardo, os ex-membros da CPL e a empresa poderão ser obrigados a ressarcir os danos aos cofres públicos, perder os direitos políticos e ficarem proibidos de contratar com o poder público por até oito anos.

Comentários

Anônimo disse…
Todo mundo sabe que João Eduardo e seus colegas desviaram dinheiro da prefeitura de Indiaroba.Eles ainda não foram presos e forçados a devolverem o dinheiro porque se trata de políticos!.Ah! desculpem,políticos não devolvem dinheiro.

Postagens mais visitadas deste blog

Erotização da música influi na precocidade sexual da criança

É comum vermos crianças cada vez mais novas cantando e dançando ao som de refrões carregados de sexualidade, utilizando roupas e calçados impróprios para essa fase. As músicas erotizadas se tornam febre entre meninos e meninas em todo o país, mesmo sem muitas vezes terem conhecimento do que estejam ouvindo ou dançando. Mas qual a influência dessas músicas no desenvolvimento da criança? De que modo a letra de uma canção pode influenciar o comportamento infantil?

Para a psicóloga Aline Maciel, músicas de cunho apelativo com letras que tratem de sexo estimulam a iniciação sexual precoce entre meninos e meninas. Segundo ela, “músicas com uma carga sexual muito forte aliadas a coreografias sensuais fazem com que as crianças tenham acesso a elementos que não são adequados a sua faixa etária, induzindo comportamentos inadequados”.

O artigo A música e o Desenvolvimento da Criança, de autoria da Doutora em Educação Monique Andries Nogueira, atesta que a música tem um papel importante nos aspect…

Lambe-sujo e Caboclinhos: a cultura viva

A força de uma cultura se revela na capacidade de agregar, envolver e orgulhar. Em Laranjeiras, isso se concretiza durante a “Festa do Lambe-Sujo”, folguedo sergipano encenado todos os anos no 2º domingo de outubro.


No folguedo, os negros (lambe-sujos) lutam contra a tentativa dos índios (caboclinhos) de destruírem os quilombos.



A partir das imagens captadas pela fotojornalista Ana Lícia Menezes é possível perceber o quão forte é a cultura local e a crença no folguedo. Carregado de simbolismo, o folguedo envolve crianças, jovens e adultos, que se apossam da história da terra para se divertir, se alegrar e manter viva a cultura.

Logo cedo, os lambe-sujos se espalham pela cidade, desde a entrada até a praça central de Laranjeiras. Assim, demarcam território e mostram que estão prontos para o combate. Em maioria, os lambe-sujos também ocupam a área próxima à igreja, onde recebem a benção do padre, antes de iniciar os embates.



Fortalecidos pela oração e crentes em sua fé, os lambe-sujos estã…

Um olhar para 2008

“Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no
limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e
entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra
vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra
diante vai ser diferente."
(Carlos Drummond de Andrade)


Recebi esse texto ontem pelo orkut como parte de uma mensagem de felicitações pelo novo ano que está por iniciar e me pus a pensar na verdade que ele transmite.

Todos temos a necessidade de ver nossas esperanças e sonhos sendo renovados. Todo indivíduo precisa planejar, desejar, acreditar. Planejar uma vida diferente, o início de um novo projeto. Desejar ascensão profissional, aprovação no vestibular ou em um concurso público. Acreditar em novo amor, em um novo tempo. Acreditar no fim da violência, na prevalescência do amor e da paz sobre toda a Terra, por mais que isso pareça utóp…