sábado, 30 de outubro de 2010

Dilma e Serra pregam "Governo de união" em último dia de campanha

Chega-se hoje ao final da campanha eleitoral de 2010. Após inúmeros altos e baixos nas trajetórias dos candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), o eleitor irá amanhã votar naquele que considera o melhor para o país.

Hoje durante os últimos atos de campanha - ambos os candidatos realizaram eventos em Minas Gerais -, Dilma e Serra deram suas últimas declarações sobre o pleito. Tanto um como o outro afirmaram que, se eleitos, farão um Governo de união.


Ichiro Guerra/Efe
Dilma disse que, se eleita, fará um governo para todos, sem discriminar governadores e prefeitos de outros partidos e que manterá relação "íntima e forte" com o presidente Lula. "O presidente Lula será sempre uma pessoa com a qual eu vou contar. Tenho imensa confiança política e pessoal. Sempre que puder conversarei com o presidente. Terei com ele uma relação muito íntima e muito forte. Não há ninguém nesse país que vai me separar do presidente Lula", afirmou.

A petista ressaltou que irá governar com a sua coligação, mas que tratará governadores e prefeitos de outros partidos de forma "republicana". "Eu tenho uma coligação e vou governar com a minha coligação, mas para todos os brasileiros, sem fazer discriminação de partidos. Vou me relacionar com governadores e prefeitos, mesmo de outros partidos, de uma forma republicana, transparente e correta", ressaltou.
 

Eduardo Knapp/Folhapress
 
Da mesma forma, José Serra afirmou que governará com "todos os governadores e todos os prefeitos". "Que os governadores não tenham nenhuma preocupação. Se eleito, vou trabalhar com cada um deles, independente da camisa partidária, pelo povo do seu Estado. Todos os governadores e todos os prefeitos", disse.

Nenhum comentário: