quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Serra resolveu se vestir de oposição

Marcos Brandão/Nitro-ObritoNews
As últimas pesquisas que colocaram a candidata do presidente Lula, Dilma Rousseff, na dianteira das intenções de voto dos brasileiros fizeram com que José Serra, seu principal adversário, incorporasse um novo tom.

Depois de passar vários meses vestido de neutralidade, no debate de ontem, Serra mostrou que é oposição à Dilma, o que automaticamente revela que ele é oposição ao presidente Lula e ao seu Governo. É uma última tentativa.

Em desvantagem que varia de oito a 16 pontos nas pesquisas, Serra incorporará a partir de agora a crítica mais enérgica a candidata petista. Continuará tentando vender a ideia de que deve ser o novo presidente do Brasil porque é o mais preparado e habilitado para a função, em detrimento de Dilma, que nunca exerceu mandato político.

As críticas que Serra começa a potencializar respingarão automaticamente no presidente Lula e na sua administração. É uma tentativa corajosa, para não dizer desesperada, pois diante da alta popularidade do Governo e do seu representante principal pode se voltar contra o tucano tirando-lhe votos.

Mas de todo modo, considero ser esta uma medida acertada. José Serra tem que mostrar que é do PSDB, partido aliado do DEM, as duas principais siglas de oposição ao atual Governo, mesmo que isso não lhe garanta uma vitória. O que Serra está fazendo agora é mostrar sua identidade. Isso é importantíssimo para que o eleitor se decida.

Agora é só esperar pelo resultado das próximas pesquisas e aguardar pra ver por quanto tempo o candidato tucano vai sustentar essa nova bandeira.

Leia mais:
Mesmo com risco de errar na dose, Serra vai ampliar ataque à petista
Serra muda estratégia e ataca Dilma em programa de rádio

Nenhum comentário: