quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Follow ou Unfollow? ("Conto de fadas", patrulhamento, pesquisas e compra de votos)

Muito feliz pela repercussão do primeiro dia da coluna “Follow ou Unfollow?”. A galera acessou, comentou e twittou muito. Valeu mesmo. E vamos ao que de mais interessante rolou no Twitter ontem.

“Conto de fadas”
O candidato do DEM ao Governo do Estado, João Alves Filho (@joaoalvesfilho) twittou ontem sobre o programa eleitoral do seu principal adversário, o candidato Marcelo Déda (@marcelodeda). “Quem quiser ver um conto de fadas, assista o programa do meu opositor”, disse João, logo no início da tarde, sendo retwittado por uma dezena de seguidores. Mais tarde, durante o Cinform Convida, eu conversei com João e perguntei sobre a autoria dos tweets. Ele me informou que não é o responsável por tudo que é publicado. Ou seja, ele confirmou o que eu havia dito na noite da segunda-feira, quando afirmei no Twitter que os tweets de @joaoalvesfilho seguiam a mesma estrutura textual, o que dava pra depreender que não eram todos escritos por ele. Agora está confirmado: não é @joaoalvesfilho quem twitta sempre.
Follow ou Unfollow? Sobre a opinião dele em relação ao programa do adversário, não dá pra falar muita coisa, pois os programas veiculados na propaganda de João também passam a ideia de que na gestão passada vivíamos num conto de fadas. A propaganda do garoto e da vovó passa a ideia de que João foi um herói. Ou seja, cada um desenha o que cenário que deseja. E vejo isso com naturalidade porque programas eleitorais geralmente seguem essa lógica. Sabemos que a Saúde em Sergipe passa por graves problemas e mesmo assim a propaganda de @marcelodeda dá uma outra ideia. Como em toda propaganda, o que é passado é um recorte da realidade. Mas essa primeira nota não se encerra aqui: dou um unfollow para todos os candidatos que não informam aos seguidores em que ocasiões os assessores estão twittando. João me confirmou o que eu já supunha do Twitter dele, mas conheço outros candidatos que também não informam quando não são eles os autores dos tweets. Vamos mudar isso!

“Patrulhamento”
O profissional de TI Joás Sact (@jdsanct) me mandou um tweet ontem sobre a pergunta que fiz na segunda-feira sobre a autoria dos posts de @joaoalvesfilho. Vejam: “@valter_jornal Sobre seu comentário a respeito de como o candidato @joaoalvesfilho comporta-se aqui no TT, qual o objetivo, 'patrulhamento'?”. Respondo que não é patrulhamento, que não é insinuação maldosa, como outra pessoa quis sugerir no twitter e que foi apenas uma dúvida que me surgiu. Quando conversei com João Alves ele me disse que entendia minha pergunta e que não enxergava nenhuma insinuação no meu questionamento.
Follow ou Unfollow? Dou um follow no candidato @joaoalvesfilho que conversou tranquilamente comigo sobre o assunto e dou unfollow em toda essa galera exaltada no twitter, que não pode ver um comentário contrário, que já parte para o ataque. Ontem mesmo, me definiram como um petista e na semana passada afirmaram que eu era um interlocutor do Governo. Ou seja, essa mesma galera depois vem falar que sou eu que estou fazendo patrulhamento no twitter. Fala sério né?! E só pra deixar claro: não sou petista e nem interlocutor do Governo. Não trabalho para nenhum político e por isso me sinto à vontade para fazer críticas e elogios.

Pesquisas
Ontem saiu pesquisa Sensus para presidente, devidamente registrada no TSE e divulgada em todos os sites e no twitter. Beleza. Mas aqui em Sergipe com exceção das pesquisas realizadas constantemente pelo Dataform e a divulgada semana passada pela Única, nenhuma outra foi confirmada. Mas ainda assim todos os dias pipocam tweets na minha página dando conta do crescimento de alguns candidatos. Ontem dois tweets me chamaram a atenção. O primeiro foi de @pedrinhobarreto: “acaba de sair uma pesquisa do forno, onde demonstra a realidade. João 5% a frente do seu principal opositor, Déda”. E o segundo foi de @jairoguedes_se: “Adorei saber que @joaoalvesfilho esta 7% a frente de @MarceloDeda. Esta se confirmando vitória do povo!”.
Follow ou Unfollow? Informações soltas sem a contextualização não valem. Unfollow em quem fica divulgando números novos a cada dia. Segunda-feira vai ter pesquisa Dataform nas páginas do @Cinform e o Ibope deve divulgar outra sondagem até o final do mês. Ou seja: teremos números concretos logo.

Candidatos a presidente
O governador @marcelodeda disse ontem que a candidata do PT e o presidente Lula deverão vir ao Estado no mês de setembro. “Dilma poderá estar aqui no dia 09 de setembro. Com o Lula. (A confirmar)”, twittou Déda. Agora vamos aguardar a confirmação da vinda de Dilma e esperar que Marina Silva e José Serra também venham a Sergipe.
Follow ou Unfollow? Follow prévio para quem lembrar que o nosso Estado existe e que mesmo sendo o menor do país deve ser visitado para que se conheçam suas necessidades diante do que o Governo Federal pode suprir. Que os principais candidatos a presidente passem por Sergipe.

Compra de votos
Publicou o radialista Douglas Magalhães (@douglasmagalhae) ontem no twitter: “‘Só não vê quem não quer a compra de votos em Sergipe’. É o que accaba de afirmar o radialista George Magalhães. Denúncia gravíssima. Quem compra voto é porque tem dinheiro. Quem tem dinheiro prá comprar voto é porque tá achando fácil. Essa denúncia de George merece ser apurada. Compra de voto é crime, se o radialista denunciou é porque sabe de alguma coisa. Quando uma denúncia é feita em uma emissora de rádio é porque o negócio tá rolando a ‘migué’”.
Follow ou Unfollow? Unfollow mil vezes para aqueles que ainda tentam vencer um pleito eleitoral a base de compra de votos.

Deficientes auditivos
A deputada Susana Azevedo (@depsusana20200) fez uma reclamação justa no Twitter: “Audiência no MP sobre a criação do cargo de intérpretes de libras mais uma vez foi cancelada pela Procuradoria do Estado. Enquanto isso, 8 mil alunos deficientes auditivos da rede pública seguem por mais de 15 dias sem assistência! Um absurdo!”.
Follow ou Unfollow? Não tenho dúvidas, um unfollow coletivo para a falta de celeridade na resolução de alguns problemas. Deixar estudantes sem aula é realmente um absurdo. A rede pública de ensino precisa rever isso com urgência.

Fixação
O jornalista Anderson Cristian (@AnderChrisSouza) falou algo sobre o comportamento da oposição que deve ser analisado. “Assunto preferido da oposição continua sendo @MarceloDeda. É um caso a ser estudado essa fixação. De tanto falar, terminarão por votar 13.”. Ironias à parte, o que se tira deste tweet é que o processo eleitoral se constrói na base de propostas e não de ataques. E não falo isso em defesa ao candidato petista, pois já localizei alguns perfis (mais tímidos) de críticas contra o candidato demista, tirando o foco do que é principal na campanha: o melhor programa de Governo para que Sergipe cresça e se desenvolva nos próximos quatro anos.
Follow ou Unfollow? Unfollow para quem perde tempo com discurso vazio e repetitivo e não twitta sobre o que realmente interessa neste período de definição do voto.

Um comentário:

Anderson Christian de Souza disse...

Ei, valeu pela citação ao meu post no twitter. Vc sempre atento, hein?

abçs