domingo, 10 de janeiro de 2010

Adeus 2010!

2010 vai passar voando! Hoje ainda é dia 10, mas sei que 2010 passará voando. Este ano tem Copa do Mundo, o que significa que os meses anteriores ao evento - de janeiro até meados de junho - serão tão rápidos como um chute a gol.

Depois disso, vem as eleições e aí sim não preciso tecer nenhum comentário sobre quão rápido será 2010. Pode ser que minha vida de jornalista - tão limitada aos fatos e tão aberta ao novo - me faça ver este ano dessa forma, mas sei que não é só isso.

Com um ano tão cheio de grandes acontecimentos, os feriados se multiplicam, as festas também. Com um período marcado por discursos tão acalourados e com tanta expectativa no ar, as pessoas não vivem cada dia, mas esperam pelos mais importantes.

Em um ano eleitoral, os parlamentares não trabalham (mas quando é que eles fazem isso?) e as reparticões públicas estão sempre em recesso.

Sei que a vida não se limita aos plenários e salas de secretarias de Estado, mas também sei que tudo que é feito ali dentro - e principalmente, o que não é feito - tem influência direta sobre a vida dos brasileiros.

Seria inocência pensar que a mudança de Governo não representará nada? O que se discute não é apenas se o novo governador (no caso de Sergipe) será Déda ou João. Ou ainda se Dilma conseguirá se eleger ou será Serra que devolverá ao PSDB o comando do Brasil.

É inocência pensar que votar e escolher os nossos representantes não tem repercussão direta sobre as nossas vidas. Tem sim! Até mesmo sobre a vida dos mais ricos. Todos precisam do Estado, do Governo. Todos estão ligados, mesmo que seja apenas para pagar impostos.

Os últimos sete anos pelos quais o Brasil está sendo governador pelo presidente Luiz Inácio serão sim o maior parâmetro. Foi, sem dúvidas, uma boa administração, mas também um período de muita irregularidade, corrupção e mudança.

Esperava mais, bem mais! No mínimo, eu queria o fim do Bolsa Família e não o seu crescimento descontrolado (e eleitoreiro). Não queria a implantação do sistema de cotas, mas um investimento maior na educação de base. Não queria apenas a descoberta de inúmeros (dezenas, centenas????) casos de corrupção, mas a punição de, pelo menos, metade dos envolvidos.

Você que lê este texto deve também ter inúmeros questionamentos sobre o que não foi feito e uma infinidade de reclamações e críticas. E é por isso que se deve pensar bem para quem você dará o seu voto.

O eleitor tem a sua disposição uma ótima máquina de pesquisa para orientar o voto, que é a internet. Então, pesquise, leia, questione o seu candidato através de emails, do twitter, do orkut. Esses meios não servem só para conversas e publicação/envio de fotos. Sua utilidade é maior.

Leia sobre os projetos, avalie as propostas. Comece fazendo isso agora!

E fazendo isso que sugiro neste texto, você irá concordar comigo que 2010 passará voando.
Quando você se der conta, 2011 terá chegado e eu espero que ele sim seja um ano novo, com novos líderes, bons parlamentares e Governos competentes.

Se conseguirmos fazer isso, poderemos dizer que 2011 (e os três anos seguintes) passará bem devagarzinho, para que os nossos representantes consigam colocar todos os seus projetos em prática.

Um comentário:

Grazielle Matos disse...

Eh, um adeus assim, partindo do ponto vista da política, faz tdo sentido. Tomara verdadeiramnte q a gnte possa dizr adeus a tdo q naum seja bom e q as transições ou não transições deste ano político possa resultar em algo bom em 2011